How are you, Eurico?

In one of those rares occasions I remembered to visit my own blog. As usual, I always do the same: mumble about the lack of content, update outdated WordPress version, update active plugins and themes, clear spam comments, have a look around and see if there is anything worth changing,. Then I close the window and several months later repeat the same process over and over.

Something was different this time. After logging on to WordPress, I noticed on the top right corner the message “How are you, Eurico?”. This question made me start thinking. “How am I?” – such a silly question to ask. The answer is simple. In lack of the proper word, I feel like crap. And when I feel like crap I start thinking about my personal life, how life goals are going, what has been done, why things did not turn out to be the way you expected, etc. Then you add that melancholic music, constantly on repeat, to the equation resulting in a lovely mood defined sadness.

A quick web search takes you to Wikipedia which describes the meaning of sadness and puts it into context:

Sadness is an emotional pain associated with, or characterized by, feelings of disadvantage, loss, despair, grief, helplessness, disappointment and sorrow. An individual experiencing sadness may become quiet or lethargic, and withdraw themselves from others. An example of severe sadness is depression. Crying is often an indication of sadness.[1]

I actually did this today and walked away from a party where everyone seemed to be enjoying themselves while yours truly was by the corner just watching and not socialising. Reasons? Oh, don’t get me started we would be here all night! Perhaps it is one of those bad days where everything seems to go wrong. Then compare myself to others and not feeling worthy (not in a jealousy point of view). In the eyes of family and friends they see me as a successful person. Someone who clearly knows what he wants in life. In my own eyes, I am always dissatisfied with everything I do and torture myself for absolutely no reason. I am literally my own punching bag. I have been told once this is similar to the Impostor syndrome. Of course, this is life – deal with it” How then? You can give me several options: “be more active!”, “keep yourself busy”; “hang out with friends”; “do something crazy!”; “take a break”.

In my line of work I have to take several factors when tackling issues. I have to analyse and review all angles of a problem and provide an acceptable solution. If you come to me with something, my mind starts its automated process of “what if this, what if that”.  You simply cannot tell me your ideas without me wondering off. By the way, I already know the answer. It is to love yourself for what you are and feel great about the stuff you have accomplished so far. Easy right? Well, not actually.

Let’s give this another try shall we?

Content creation in blogs became for me a tedious and long task to accomplish. Excuses are always the same: it is easy and quicker to post something on Facebook or share that nice photo on Instagram rather than writing that long and time consuming post that you know no one will bother to completely read. From reading previous posts I can tell I am still repeating myself about this. This leads someone to eventually forget there is a little place in the web that shares some history and just become a memory. Well not this time!

Since the beginning of the year I’ve wanted to change what has happened for the past couple of years on this website which is A LOT. This time I am making a stand and will commit in writing anything that comes to my mind. That also includes the 2016 total makeover the blogs needs. 

Starting to feel the writer in me again

Wow! Almost hard to believe this place still exists! More than 16 months have passed since I’ve published my last post. 16 months where a lot has changed in my life and most of it in the best way possible. There is no point in recalling all major events since my last post and consolidating everything in a single post. There’s Facebook and Twitter for that. These networks have been my connection to the virtual world and I still actively use them despite the years that have passed by. This is the main reason why I “stopped” using the place. By the time I started this blog we were still in the blogging era when it was cool and fashionable to have a blog. Don’t get me wrong, some people do enjoy and make a living to keep their blog up to date, but the majority have grew up and moved on to different interests and different platforms.

Recently, I’ve started to feel the need to write again for some reason. Although I am always busy with stuff to do and places to go, I’m feeling motivated and inspired in writing down and talking about interesting stuff (at least for me). I do not know why yet all I can say is keep attention to this area as more posts are coming. 🙂

Balanço de 2012: Passou a voar!

Goodbye 2012

Quem diria que já estamos em 2013? Nem acredito que 2012 passou a correr!

Existe aquela expressão que quando nos estamos a divertir, o tempo passa mais depressa. Será que isso significa que 2012 foi um ano de diversão para mim? A minha resposta é uma apenas: SIM! Embora, 2012 tenha sido o ano onde estive longe dos meus pais e das minhas irmãs, 2012 acabou por ser o ano da minha afirmação como adulto independente que, com mais ou menos apoio, conseguiu se vingar sozinho noutro país e mostrar que está à altura do desafio.

Como balanço de 2012 basta ir ver se as resoluções que estabeleci aquando do meu post do início de Janeiro do ano passado e ver se de facto foram cumpridas ou não 😀

  • Portátil: Ao fim de 6 anos com o meu LG P1 Express Dual está na altura de arrumá-lo para um canto e comprar um novo. Ainda continua impecável para uma utilização diária mas para efeitos de trabalho e tecnologia está mais que na hora de mudar.

Cumprido! Logo no final de Janeiro como prenda de Natal para mim próprio acabei por arranjar um portátil custom made. Obrigado ao PC Specialist, loja online que utilizei para construí-lo.

  • Casa: Neste momento estou longe do meu actual emprego e preciso de me mudar para mais perto já que 3 horas a viajar por dia em termos de passe mensal e tempo é impossível. Por agora vou ter que alugar casa mas espero dentro de 2/3 anos espero comprar uma.

Cumprido! Mudei para um melhor emprego em finais de Abril e arranjei um flat em Junho onde de momento partilho a casa com outras duas pessoas. As lides domésticas são um pequeno sacrifício que uma pessoa faz para ter independência. A zona é boa, estou a meia hora do meu local de trabalho, a 20 minutos do centro de Londres, a 15 minutos do aeroporto, com transportes acessíveis e à escolha do freguês de lojas de tudo o que precisar. A casa é boa que já renovei o contrato de arrendamento. Um verdadeiro achado! A meta de comprar casa continua nos meus planos a médio-longo prazo.

  • Curso: Gostava de tirar um curso de domótica já que é uma área que sempre tive interesse em conhecer mas que por uma questão de disponibilidade nunca pude aprofundar.

Nao cumprido! Com a mudança de emprego para uma área diferente àquela que estava habituado, tive que pôr esta resolução em standby. Ao fim de 9 meses estou muito contente com aquilo que estou a fazer de momento e tem dias que até saio do trabalho com um sorriso de orelha a orelha.

  • Conhecimento: Considero-me uma pessoa com um conhecimento geral bom mas como estou num novo país tenho que basicamente reaprender a história de cá. Aprofundar os conhecimentos técnicos também está na lista.

Em cumprimento. O conhecimento é uma fonte inesgotável. Não é possível uma pessoa saber de facto tudo, Com a mudança de emprego, conheci novas pessoas, novas culturas, novos métodos e conceitos que não fazia sequer ideia de existirem. Já aprendi um pouco mais sobre Inglaterra e a sua história também. O conhecimento técnico melhorou significativamente embora esteja consciente que ainda sou um noob no mundo de geeks. É para continuar!

  • Blogs: Sempre na lista mas espero que este ano seja diferente do ano passado.

Em cumprimento. Infelizmente, não há trabalho visível (frequência de posts) mas houve vários progressos em background que estão a decorrer com o planeamento que estabeleci. Como qualquer projecto web, podem haver atrasos que uma pessoa não esperava contar. Espero em breve que possam ver o fruto do trabalho de fundo que tenho feito. 🙂

  • Android: Desde que adquiri o meu HTC Desire que tenho estado interessado em conhecer um pouco mais deste sistema operativo.

Em cumprimento. O meu conhecimento sobre o Android melhorou de forma geral. Acabei por em Junho comprar um novo smartphone – HTC One X e como prenda de Natal, um Nexus 7 e tenho estado sempre a fazer experiências e testes com eles. Espero ainda mais ampliar os meus conhecimentos sobre este SO.

  • Vida: Apreciar mais a vida e experimentar coisas novas. Viajar atambém está também nos meus planos.

Cumprido! Talvez o mais habitual de todos mas a verdade é que foi daquilo que mais fiz o ano passado. Conheci outros locais em Inglaterra, experimentei novas comidas de outras culturas, novos desportos, vivi os Jogos Olímpicos e o Jubileu da Rainha Isabel II, fui a musicais espantosos, saí para a noite inglesa bastantes vezes. Enfim, um pouco de tudo. Lamento não ter viajado fora de Inglaterra mas viajar sozinho para mim nunca foi opção. Pode ser que em 2013 combine algo.

Em resumo, mesmo com prós e contras, para mim 2012 tem um balanço bastante positivo. Diverti-me bastante  e espero que 2013 seja um ano bem melhor! As minhas resoluções de 2013 ficam para um outro post que este está já muito grande. 😀

Do fundo do coração espero que tenham um excelente 2013! OPA Gangnam Style!

Ai o turno das manhãs

No meu emprego há turnos. Desde que comecei a trabalhar neste emprego sempre tive o mesmo horário (09:00 às 17:30 com hora de almoço incluída). Agora que estou quase a terminar o meu período de avaliação,comeceu esta semana a trabalhar por turnos (entro às 07:00 !). Por um lado, tenho a vantagem de sair do trabalho a uma hora relativamente boa (15:30) e tenho algum tempo para fazer aquilo que a maioria da malta não consegue fazer, por estarem ainda a trabalhar. Por outro, tenho o simples inconveniente de ter que estar já acordado às 05:30 para me poder preparar e deslocar-me ao meu emprego.

Ora até entrar no ritmo, estes primeiros dias têm sido completamente loucos. Não tenho qualquer problema em chegar ao trabalho e começar a trabalhar a sério. Mas depois do almoço, o bocejo é mais forte e o desejo por cafeína está em níveis altos. Não posso fazer nada mas pelo menos sobreviver neste ritmo até Domingo pois, também começo a trabalhar aos fins de semana. Sem dúvida que isto vai ser uma experiência muito interessante. Até ao momento quando saio do trabalho, sinto que ainda fica muita coisa por fazer. Vamos lá a ver como me porto. Pelo menos uma coisa boa, para a semana estou de FÉRIAS! 😀

Trabalhar de manhã