post

8 Convites Google Wave

Finalmente tenho alguns convites para o pessoal que queira experimentar o Google Wave, uma das novas apostas do Google.

Esta ferramente, ainda em fase de desenvolvimento, apresenta uma plataforma online expansível que permite a cooperação e comunicação entre amigos, colegas de trabalho ou até mesmo cooperação entre empresas, recorrendo a um conjunto de funcionalidades integradas que possibilitam fazer aquilo que há anos atrás era impensável fazer pelo nosso browser.

Dito por outras formas, é uma espécie de web-client que conjuga o seu e-mail, messenger, redes sociais, wikis e gestores de projectos, em tempo real.

Se estiverem interessados só precisam de deixar um comentário neste post com o vosso contacto electrónico. Mas atenção, até agora só tenho 8 para dar 🙂

Update: Pelos vistos o Google gostou de mim e já me ofereceu mais 8 convites! Tenho agora 12 11 10 convites por oferecer 🙂

post

Uma nova etapa

Antes de mais deixo uma pequena nota. Desde os meus 12/13 anos que comecei a ver que tinha excesso de peso. Mas nunca realmente liguei à coisa. Agora, com 24 anos tenho que pensar na minha saúde embora, sempre tenha vontade de comer (mesmo que não tenha apetite nenhum). Há muitos que comem para viver. Eu vivo para comer! Mas isto tem que acabar!

Inspirado ou não pela história da luta contra o elevado peso do Luis Miguel Silva, iniciei hoje aquilo que espero ver contado no final de alguns meses, a minha própria história de luta contra o peso.

Não vou esperar pelo início do ano e fazer a resolução de fim de ano que faço sempre já que acabo por nunca cumpri-la. Tomei finalmente a atitude de consultar uma nutricionista e obter um plano alimentar adequado para a vida que levo (sem horas certas para comer, dormir ou mesmo trabalhar). Posso dizer que neste primeiro dia sofri um pouco, o almoço de hoje foi feito pelo meu pai e eu simplesmente adorava devorar aquilo mas, por motivos do plano que estou a seguir, apenas pude “provar”.

É nesta certeza que afirmo: hoje, 23 de Novembro, vou emagrecer. E para ter a certeza de que não corro o risco de largar o plano, tanto os meus pais, amigos e colegas de trabalho prometeram controlar-me. Na verdade, vai ser mais um apoio do que uma ajuda, pois sei que só eu é que posso ultrapassar esta situação.

Começo devagar, devagarinho para equilibrar a minha alimentação, tudo com calma, um passo de cada vez eu sei que consigo chegar lá… Daqui a 1 mês tenho que ter menos 5 kg, senão “apanho” da nutricionista.

Para ajudar-me durante duas semanas, a Drª aconselhou-me um medicamento. E que medicamento! Nunca fui tantas vezes à casa de banho como hoje! Ah e é verdade, andar pelo menos meia-hora por dia, sempre que puder.

Enfim, deixo aqui o registo oficial para ver a minha própria evolução:

  • Peso inicial: 119 kg (sim, sou um gajo pesado) | Massa magra: 75 kg.
  • Primeiro objectivo: 97 kg (processo longo e complicado mas espero que corra tudo bem!)
  • Objectivo final: 85 kg

Wish me good luck 😀

post

SQL – Retirar horas de uma data

Há pequenas dicas que servem sempre para ajudar. Esta foi uma que aprendi hoje. Trata-se de uma maneira fácil e essencialmente rápida para retirar as horas e minutos de uma data em SQL:

DECLARE @date DATETIME
SET @date '2009-11-19 23:12:12'
SELECT(datediff(d, 0, @date))

O resultado final será este:

Basicamente o que faz é calcular o número de dias entre a data mínima do motor SQL e a data fornecida (datediff), e depois soma esses dias de novo à data mínima.

Como só são usadas operações matemáticas é bastante mais rápido do que converter para VARCHAR e depois de novo para DATETIME.

post

Fui ao cinema: 2012

Tive o prazer de sair com pessoal amigo e ver o tão anunciado filme sobre o fim do mundo, o 2012 de Roland Emmerich, director de outros filmes de desastre mundial, O Dia Depois de Amanhã e O Dia da Independência. E, como é sempre nos filmes do género, ou o filme é fantástico ou o filme acaba por ser mesmo um desastre. Na minha opinião, e como gosto de ver filmes onde a anarquia é a palavra de ordem, penso que vale a pena pagar umas coroas (sim coroas, que isto está a ficar caro para ir ao cinema) para ver o filme.

Por outro lado, se é daquelas pessoas que gostam de procurar questões filosóficas em tudo que vê, que gosta de um enredo bem estruturado, que acha que um filme deve ser feito para educar e acrescentar algo à sua vida, fique em casa. Se não, recomendo muito. Até porque os efeitos visuais estão fantásticos, e para apreciá-lo totalmente, só mesmo no grande ecrã.

A história em si não tem nada de especial. É o cliché comum: Um cientista desconhecido faz uma descoberta incrível, o assunto chega até o presidente dos EUA – que reúne os outros chefes de estado para encontrar forma de salvar a humanidade – e um pai/ex-marido comum (John Cusack) tenta salvar a sua família a qualquer custo.

Obviamente que com tanto desastre natural, o pessoal não teria qualquer hipótese de se salvar. É por isso que é filme. Em relação às personagens umas pequenas notas:

  • O actor Woody Harrelson está fantástico no papel do locutor de rádio/maluco Charlie Frost e rouba totalmente a cena às outras personagens.
  • Pessoalmente não sou grande fã dele mas, John Cusack (Jackson Curtis) até que teve bem, embora não se tenha destacado muito. Apesar de ser o principal personagem, não é o cientista central da história mas sim o típico pai e ex-marido que salva a sua família.
  • Gostei bastante da personagem Adrian Helmsley, interpretado de forma fabulosa por Chiwetel Ejiofor. A sua maneira de agir e de pensar, bem como a cena tocante que teve ao dirigir-se aos outros presidentes contribuiu para uma boa representação.

Eu gostei e vocês?

post

Sem tempo para nada

Quando andava na faculdade, ainda sem ter iniciado a minha carreira profissional, tive o prazer de ter colegas que eram trabalhadores-estudantes. Muitos deles, não terminaram o curso porque simplesmente era impossível conseguir conjugar três coisas: trabalho, estudos e família. Eu, tendo apenas os estudos para me entreter lá acabei o curso e após ter iniciado a carreira profissional entendo agora o que eles queriam dizer com falta de tempo.

Uma pessoa tem andado tão atarefada que tem pouco de tempo de lazer para gozar. Ganhei ainda mais respeito para estas pessoas que ainda têm conjugar a família pelo meio.

Tanta coisa para fazer e sem tempo para fazer algum. Mesmo que uma pessoa tente organizar a sua agenda, surgem sempre imprevistos que não estávamos à espera.