post

Abuso das Caixas prioritárias nos supermercados

Provavelmente já toda a gente reparou que os hipermercados têm uma caixa reservada a grávidas e mulheres com crianças de colo. No entanto, se não houver nenhuma grávida ou mulher com criança de colo nas “redondezas”, essas caixas podem ser usadas pelo comum dos mortais (desde que, se chegar uma grávida ou mulher com criança de colo lhes seja dada prioridade).

Como é habitual, a minha mãe lá me mandou às compras no pior dia do mês. E como eu esperava, tudo lotado. As caixas de supermercado estavam todas abertas e cada uma tinha pelo menos 20 pessoas à espera de serem atendidas.

Como não valia a pena fugir dali para fora, após as compras coloquei-me numa das caixas. Não tinha reparado que era uma caixa prioritária a grávidas e pessoas com bebés. Não me importei e mantive-me na fila. Eis que deparo com uma situação caricata entre uma mãe grávida às compras com os seus 2 filhos e um pai com um bebé num carinho de bebé. O pai, consciente que tinha direito à passagem lá ultrapassou as pessoas todas e ficou na fila. Quando chegou a mãe com os seus 2 filhos pediu para passar e não é que o raio do homem não a deixou? Com que lata é que ele tem o direito de trazer um filho num dos piores dias do ano, ainda por cima com carrinho e não deixa passar a mãe grávida e com os 2 filhos? O homem mostrou uma verdadeira falta de civismo e acabou por ser “massacrado” pelas outras pessoas. Foi tão massacrado que acabou por sair da fila e ir para outra (mas bem lá para trás).

É triste ver pessoas que se aproveitam destes benefícios só para não estar na fila do supermercado. Da outra vez tinha sido uma rapariga, supostamente grávida de 13 semanas, com algumas amigas dela, que tentou fazer o mesmo mas que viu negada o atendimento prioritário pela operadora da caixa porque às 13 semanas a barriga ainda mal se nota!

3 thoughts on “Abuso das Caixas prioritárias nos supermercados

  1. ja estive gravida , mas nao aproveitava tais privilegios em filas , so mesmo se o funcionario convidasse, a fila fosse grande e o atendimento fosse mesmo demorado. por que uma gravida nao pode ficar 5 ou 10 minutinhos numa fila de supermercado , mas pode passar uma noite na balada, ou o dia todo em afazeres de casa em pe, ou mesmo no trabalho ? Que diferença faz se um cadeirante fica esperando na fila ou fora dela ? ha cetas leis que e so para complicar o atenmdimento

  2. Se tá grávida, tem direito. É só apresentar a carteirinha de pré-natal, quando ainda não se nota a barriga. O Primeiro trimestre é o mais periogoso, com maiores riscos de aborto seguido de muito mal-estar (enjôos por exemplo), o corpo está se adaptando para a nova realidade, a barriga cresce mesmo no terceiro trimestre, quando o peso dificulta bastante a locomoção, causando dores nas costas e muito cansaço.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *