post

Balanço da primeira semana de aulas

Muita positiva. É isso que posso considerar a primeira semana de um semestre que prevejo muito trabalhoso.

EAPS (Electrónica de Aquisição e Processamento de Sinais)

Penso que seja a cadeira mais trabalhosa que vou ter. Aulas de Laboratório com 3 trabalhos:

  • Secção Biquadrática de SallenKey como filtro passa-baixo
  • Projecto e implementação de filtros passa-baixo com o CI MF10.
  • Estudo de conversores analógicos/digitais e vice-versa aka ADCs e DACs

Sem esquecer um projecto que tenho que escolher de 13 possíveis enunciadas pelo professor (logo que possível mostro aqui quais)

Vou ter que puxar muito pela cabeça. Nesta cadeira. Os professores são bons e a motivação é grande.

SEI (Sistemas Eléctricos e Industriais)

Basicamente, autómatos. Vou estudar alguns modelos que já existem e depois é força no projecto (olha outro :/). Nas aulas teórico-práticas ainda não tenho bem noção do grau de dificuldade da disciplina e nas aulas de laboratório (que o professor já começou a baldar-se, fui de propósito à aula – exijo que me paguem a gasolina!) Os professores parecem um bocado às aranhas mas certamente é só de vista.

Balanço da faculdade: Trabalho

SE (Sistemas Embebidos)

Uma disciplina que não fazia a mínima ideia do que era. Perguntei aos meus colegas mais avançados mas ninguém soube me dizer em que consistia mesmo isto. Na aula de apresentação constatei que ia trabalhar com simuladores para robótica móvel. Primeira disciplina que ouço falar de linux na faculdade. Mas a turma toda optou por utilizar o Microsoft Robotics Studio e trabalhar com o C# (ao menos é mais uma linguagem que fico a aprender o básico). Talvez ainda passe a dar alguns toques nos programas de linux só mesmo para dar uma vista de olhos por alto. Ao menos já fui o único a conseguir simular um robô no portátil (acho que os outros têm problemas em termos gráficos). Cheira-me que vou gostar muito desta disciplina. Apesar do professor ter dito que não sabe ainda o que fazer com ela (é o 2º ano de vida desta disciplina).

Balanço geral: Motivação, trabalho, suor e muitas dores de cabeça este semestre. Mas creio que passe com boas notas. Em Julho logo veremos…

post

Inauguração de página de Downloads

Quando me iniciei no mundo dos blogs sempre quis criar uma página onde pudesse divulgar todos os trabalhos que fiz ao longo da minha vida de estudante. Não é para me gabar, mas tenho por hábito ter muito orgulho nos meus trabalhos, visto que considero o trabalho escrito muito importante, sendo inclusive muito picuinhas quando os faço. E sei o que um estudante passa por tentar encontrar referências bibliogŕáficas decentes.

E agora ao fim deste tempo todo (já vão quase 2 anos), finalmente inauguro essa página!

Como primeiro trabalho, apresento-vos este trabalho de pesquisa que tive que fazer para a disciplina de Inglês Técnico. Um trabalho que me permitiu fazer a cadeira com 17 valores no qual falei sobre o Amplificador Operacional 741, ou o AmpOp 741, o mais famoso amplificador conhecido. Foi criado por Dave Fullagar para a Fairchild Semiconductors.

Operational Amplifiers

Tratando-se da disciplina de Inglês Técnico, é natural que o trabalho esteja feito em Inglês (língua essa que todos devem saber). Deixo-vos uma amostra (e este parágrafo deixou-me muito orgulhoso):

Nowadays, we live in a world “obsessed” to make even smaller electronic technology such as cell phones, computers, watches, TVs, videos, radios, etc. This insatiable quest for miniaturization was impossible before the stage of solid-state electronics. Everybody knows about the importance of transistors (1947) in electronics history. But the next stage of Integrated Circuits (multiple number of transistors and passive components, interconnected in a piece of silicon or other semiconductor material with 1cm2 or smaller), truly advanced with this process. However, the operational amplifiers (commonly known as op amps) were even more important.

O trabalho está disponível na página Downloads 😀

post

La Fonera

La FoneraPara quem não sabe o “La Fonera” é um router e um AP ao mesmo tempo, da comunidade FON que possuem uma característica muito positiva: o preço! Pertence a um movimento que pretende criar uma rede de acessos de internet wireless (hotspots) em todo o mundo gratuitamente suportado pelos Foneros (elementos da comunidade Fon). No meu caso mandei vir dois Foneras e paguei 15€, já com as taxas incluídas.
A rede funciona da seguinte forma, obtém-se um router La Fonera na loja oficial da Fon, liga-se a outro router (ou se quiserem, ligar directamente ao modem fornecido pelo vosso ISP) que tenhas em casa e depois esse router vai criar dois pontos de acesso, um privado e outro público, este último que poderá ser acedido por outros Foneros.

Quem tiver também este serviço e partilhe a sua net como eu tem o direito de se ligar ao meu hotspot gratuitamente(Plano “linus”). Da mesma forma que eu me poderei ligar gratuitamente ao dessa pessoa. Quem não partilhe net pode na mesma aceder aos nossos hotspots no entanto tem apenas direito a 15min de net gratuita. Se quiser mais tem de pagar(plano “Bill”). Só por utilizarem o teu spot pelos 15min grátis a FON dá-te 0,05€ se essa pessoa pagar para continuar a usar, tens direito a 50% do valor que ela paga.

O sistema de pagamento é apenas um incentivo para as pessoas deixarem o spot sempre ligado a partilhar. A verdadeira vantagem é o facto de te poderes ligar gratuitamente aos spots de outros foneros pelo mundo inteiro (e já não são assim tão poucos quanto isso).

Em Portugal esta rede ainda está muito pouco expandida, mas o movimento FON não tem parado de crescer, como já referi antes. Vamos aumentar a comunidade La Fonera em Portugal, queremos ter cobertura wireless em todo o Portugal! Adira à comunidade FON.

Leia o resto do artigo na Tugatrónica.