post

Uma pequena curiosidade sobre o Magalhães…

No blog oficial d'”O Magalhães” num artigo, temos a seguinte citação:

Fernão Magalhães acabou por deixar contentes portugueses e espanhóis aquando da sua circunavegação à volta do mundo. Agradou-nos a nós dado ter reclamado o feito enquanto português que era, e à Espanha, uma vez que foi ao serviço de Castela que deu a volta ao mundo.

A razão de Fernão Magalhães ter oferecido os serviços à Espanha, a D. Carlos V, foi que o nosso estimado rei D. Manuel I recusou dar uma recompensa ao navegador por este ter realizado grandes feitos nos 9 anos de serviço à Coroa Portuguesa.

SocratesMagalhaes

Agora se transferirmos isto para os dias de hoje, temos que Sócrates procura não seguir as tendências dos nossos antepassados. Continua (tal como o vendedor das feiras) a dizer que vai oferecer 500 mil. Mais à frente diz que a oferta é só para os alunos do Escalão A, e os do Escalão B pagam 2o € e os outros pagam 50€ para finalizar com a venda a 285€ cada um. Tal como para os portáteis que eram todos de borla e passaram para 150 € fora o dinheiro para a TMN, nota-se que o portátil para os mais novos é mais caro que o do programa e-escolas. Logo não vejo nenhum serviço realizado a Portugal senão dar aos putos liberdade para aprenderem a remover os protocolos de segurança do controlo parental (que por sinal vem desligado por defeito porquê?????) e conhecerem o darkside da Internet.

Interessante não é amigo Sócrates Magalhães? Enquanto um rei não tem dinheiro para oferecer, um 1º ministro procura de todos os lados esse dinheiro. Sem esquecer a estimada ministra da educação Maria de Lurdes Rodrigues que diz esperar por uma taxa de aprovação de 100% no 9º ano neste ano lectivo…

Não estou contra a iniciativa mas sim, alguns pormenores que precisavam ser ditos e não são.

A imagem foi praticamente roubada daqui.

post

Obama vs Clinton com Magic Wall pelo meio

Não tenho por hábito seguir a política ao detalhe. Sei por alto como vão as coisas (más) e sei quais são os acontecimentos mais importantes na política internacional. Ora ontem de madrugada calhou a televisão estar ligada na CNN. A notícia do dia pelas terras do Uncle Sam era mesmo as primárias em Vermont, Rhode Island, Texas e Ohio, sendo que estas duas últimas eram as mais importantes e onde era impossível declarar um vencedor à partida.

Durante todo o programa tive a oportunidade de ver o multi-touch da Perspective Pixel ou o Magic Wall como chama (aquilo é mesmo lindo!). O jornalista mostrava em cada cidade do Texas e clicava numa região, e a mesma aumentava e mostrava a percentagem de votos ganha de cada candidato. Depois, afastava os dedos, do centro do mapa, para as extremidades, e o mapa do estado ampliava-se. E assim consequentemente durante todo o tempo que estive acordado. Não sabia que a CNN já tinha recurso a esta tecnologia. Fui ao YouTube e encontrei que já antes tinham usado isto, na altura do Super Tuesday.

Bem, sonhando à parte e voltar à realidade. Do lado dos Republicanos, já se esperava John McCain como o candidato à Casa Branca. A incógnita estava (e ainda está) no lado dos Democratas, ou Obama ou Clinton. Os cidadãos de Vermont e Rhode Island votaram naqueles que à partida previa-se: o primeiro em Obama e o segundo em Hillary. A festa das Primárias estava mesmo concentrada nos estados de Ohio e Texas. Em Ohio, Hillary Clinton conseguiu cerca de 54% dos votos. Estava 2-1 para Clinton.

Em Texas, Obama estava na frente, até que Hillary com um golpe de génio consegue ultrapassar o seu inimigo e ganha cerca de 51% dos votos daquele estado. Resultado: 3-1 a favor da mulher de Bill Clinton.

Até este ponto, parece que está decidido, Clinton é a candidata democrata a Washington. Enganam-se. Para já, porque faltam ainda outros estados e porque existe uma coisa nos Estados Unidos, delegados e a maioria foi conquistada por Obama.

Resumindo, Clinton ganha o voto popular mas Barack Obama é quem tem o poder. Nunca se viu nada assim! É um combate de boxe autêntico! Toma lá, dá cá. Têm até à Convenção do Partido Democrata para conquistarem o máximo de delegados possíveis: 2.025. Vamos lá ver o próximo round. Quem ficará KO?

Obama-Clinton