post

Bespin: Um novo Editor de Código Online da Mozilla Labs

Se trabalham com código vão ficar impressionados. A Fundação Mozilla lançou o Bespin, um serviço online desenvolvido no Mozilla Labs. Trata-se de uma ferramenta de edição de código “web”. Foi desenhado de forma a facilitar a introdução de código, tornando-o robusto, fácil de trabalhar e de partilhar com outros programadores sendo acessível em qualquer parte do mundo. A ferramenta é rápida, com um interface limpo e bem desenhado, e está pronta para ser usada de imediato.

Bespin interface

Bespin interface

Seguem-se algumas das características mais impressionantes:

  • Linha-de-comando integrada.
  • Rápida.
  • Edição partilhada.
  • Edição de ficheiros grandes.
  • Destacamento de sintaxe.
  • Interface simples de cores escuras.
  • Explorador de ficheiros inovador e produtivo.

Todo o código fonte por detrás do Bespin foi lançado como “open source”, o que deve levar a algumas melhorias e mudanças bastante dramáticas, a curto ou a médio prazo. Pois, actualmente apenas temos disponíveis as funções de edição online de projectos e a importação/exportação dos mesmos. As funcionalidades de colaboração com outros ainda não se encontram disponíveis visto que as mesmas ainda estão em desenvolvimento.

Para terem uma ideia melhor do que é o Bespin, nada como um video de demonstração:

post

Fatal error: Cannot redeclare pclziputilpathreduction()

Fatal Error

Reparei que a minha widget com os meus tweets desapareceu. Constatei que deveu-se ao mal upgrade efectuado para a nova versão WordPress. Afinal estava errado e deveu-se a um conflito de plugins entre o Twitter for WordPress e o WordPress Plugin Automatic Upgrade (WPAU).

O problema surgiu quando estava a actualizar o plugin do Twitter for WordPress directamente da página de plugins. Apanhei o seguinte erro:

Fatal error: Cannot redeclare pclziputilpathreduction() (…)

Para resolver o problema, basta desactivar/desinstalar  o plugin WPAU (que tanta vezes me ajudou). Afinal, já que o WordPress vem já com suporte para actualização automática da core sem precisar de manualmente actualizar a plataforma, este plugin torna-se obsoleto na versão 2.7.

Depois disso, fiz o upgrade novamente ao WordPress (porque ainda tinha a barra a dizer para efectuá.lo) e correu tudo bem desta forma.

Agora já tenho o Twitter de volta ao meu blog xD

post

A correr WordPress 2.7

Wordpress 2.7

Efectuei agora o upgrade para o WordPress 2.7 e de momento já estou com uns ligeiros bugs. Tive que desinstalar o plugin do leopard-admin, a theme do backend do meu WordPress devido a vários problemas. Tenho o WordPress a dizer para fazer o upgrade para o 2.7 quando já o fiz. Tenho no lugar onde se escreve os posts uma barra preta, ou seja, tenho o editor “Visual” maluco o que significa que a theme actual do blog não é compatível 100% com a nova versão do WordPress

Enfim, alguns bugs que espero conseguir resolver. Senão, tenho que esperar por uma nova versão (o QuickPress parece ser bestial)

post

Alvos a abater

Como sportinguista que sou e sempre que posso, marco presença no Estádio José Alvalade. Ontem não foi excepção e tive o prazer de ver o Leixões a ganhar a uma equipa que não merece o título de “Grande”. Na noite em que os responsáveis do Sporting tentaram encher o estádio recorrendo aos núcleos leoninos de todo o país viram em vão uma esperada derrota. E, tal como sempre acontece em casa ao longo dos anos, as desilusões acontecem sempre na casa do Leão. Assim de repente recordo-me de Gençlerbirligi, Halmstads, Spartak de Moscovo, Glasgow Rangers e esses colossos do futebol português: Académica, Paços de Ferreira, Estrela de Amadora, V. Setúbal e ontem o Leixões.

Já está visto que Paulo Bento está esgotado e já não consegue produzir mais omeletes sem ovos. A culpa está na teimosia do treinador que insiste em utilizar determinadas personagens da equipa B para ganhar um jogo de futebol. São os casos de Rui Patrício, Pedro SIlva e Romanogli. Vê-se que não são jogadores que devem estar na equipa titular, o facto de estarem poucas vezes “inspirados” (muitas vezes aliás), prejudica o futebol do Sporting e vê-se isso em campo (e também nas bancadas). E nem se quer estou a falar das estranhas opções tácticas do Paulo Bento, estas são cada vez piores. Com a agravante de ainda ter levado mais um banho táctico de um treinador que nem a 4ª classe deve ter.

Alvos a abater

Pensei (supostamente) que depois daquela boa exibição frente ao Porto as coisas iriam mudar e que a equipa seria mais constante e as pazes com os adeptos fossem definitivamente feitas. Nada mais errado, a equipa voltou ao normal que infelizmente é: pontapé para a frente e que se desenrasque o Liedson.

Estamos em 6º lugar, com a possibilidade de acabar em 8º após a jornada ficar completa. Não venham agora falar em “omeletes sem ovos” porque à nossa frente estão equipas como o Leixões, o Nacional ou o Marítimo, podendo até o Estrela nos ultrapassar apesar da crise tremenda. Para o Paulo Bento nem tenho palavras, já devia ter saído há muito mas enfim alguém passou a mensagem de que manter o treinador ganhávamos o campeonato. Após 3 anos e tal continuem a dar-lhe palmadinhas que os outros agradecem.

A mim não me enganam mais, rua com o Paulo Bento, estou mais chateado porque acreditei e depois levei um “soco” no estômago, assim dói muito mais. No meio desta crise toda, quem está-se a rir são o Vujcevic e o Stojkovic (elementos que considero fundamentais na equipa). Enfim, lá vai mais um campeonato miserável decorrer. Depois admirem-se de não haver adeptos nas bancadas, o futebol é tão pobre que é por isso que ficamos todos em casa. Já agora, deixo uma sugestão para os responsáveis do Sporting: contratem o José Mota, ele consegue ganhar ao Benfica e ao Porto e pelo menos assim já não perdíamos contra ele.

post

13 plugins para o WordPress recomendados

O Smashing Apps publicou um artigo onde apresenta 13 plugins para o WordPress que qualquer blogger deveria ter no seu site mas que ninguém usa.

Plugin Manager

Pelo que vejo da lista, alguns parecem-me bastante interessantes, tal como o Plugin Manager que nos deixa fazer download, upload e activação dos plugins disponíveis no WordPress directamente do painel de administração, e o Manageable, que facilita a edição de posts, categorias e tags nos posts sem abrir o post em si. São bastante úteis. Outros nem tanto, tal como o Wp-SuperCache. Não consigo entender-me com esse plugin e é uma chatice ter que andar sempre a desactivar a opção do cache quando estou a querer publicar artigos ou a fazer alterações na theme.

Lista completa:

post

WordPress 2.6.2

Wordpress

O pessoal do WordPress voltou a disponibilizar uma nova versão desta magnífica plataforma. Desta feita, trata-se da versão 2.6.2.

Para além das típicas correcções de bugs, esta versão vem corrigir uma importante falha de segurança onde alguém mal intencionado através de um registo no nosso blog com um username próximo do nosso, poder obter a password de acesso.

Para quem quiser pode fazer o download da nova versão ou então fazer o upgrade no backend do blog através do plugin WordPress Automatic Upgrade.

A seguir a este post vou já fazer o upgrade. 🙂

Artigo oficial