post

Festival da Canção 2009: O Festival de (re)lançamento da carreira e da batota

No final deste mês (27) realiza-se a 45ª edição do Festival da Canção.  Inicialmente estavam 393 canções a concurso (de entre os quais algumas delas vinham de ranchos folclóricos) mas no final um júri constituído pelos compositores Tó Zé Brito, Fernando Martins e Ramon Galarza, e pelo responsável pela área dos grandes eventos da RTP José Poiare, reduziram este número para 24 que, ao longo do mês de Janeiro, estiveram disponíveis para votação online no site da RTP. Destas, apenas 12 seriam escolhidas como  finalistas e que irão participar no Festival da Canção 2009.

Festival da Canção 2009

Os cantores

Até aqui tudo bem. Vamos lá ver quem está na lista das músicas: Luciana Abreu (aka Floribella), Romana, Armando Gama, Nucha e Nuno Norte, Taiti, Wanda Stuart (esta nem chegou a ficar nos 24 primeiros). Mas o que é isto? O pessoal aproveitar-se do Festival para relançar a carreira? O Festival devia para além de premiar as melhores canções originais, os cantores desconhecidos que andam pelo país fora. Está claro que estes, aproveitaram o factor popularidade (mesmo que cante bem ou mal), adquirido ao longo das carreiras musicais de cada um. Antes da votação começar, já eu sabia que a Luciana Abreu iria ficar em primeiro das escolhas online portuguesas.  Sinceramente acho que a votação deveria ser feita por pessoas que entendem de música e não o povo…

As canções

Graças à votação online, tive a oportunidade de ouvir os excertos de cada música. Por amor de Deus, estas são as músicas a concurso? Nenhuma delas me cativou ao ponto de dizer, “É esta!” e nenhuma delas tem o potencial para ganhar (ou mesmo ficar nos 16 finalistas) o Festival Eurovisão da Canção.  No meio de tanta tristeza, escapou uma música que usa uma frase de campanha que anda muito na moda agora para titulo da música… foi o quê? Falta de imaginação? Eu até achei piada à menina Floribella dizer que o “Yes We Can” foi apenas coincidência e que não tem nada a ver com a candidatura de Obama! Mas tenho que lhe dar crédito, do mau que está lá, ao menos que vá o menos mau. Embora esta canção, não tenha sido a minha escolha inicial efectivamente ganhará o Festival da Canção deste ano (lembram-se das Nonstop contra a Vânia das Delirium?). Votei naquela que me ficou no ouvido e que foi a 2ª mais votada: Nuno e Fábia – Não demores (Quero-te Aquecer).

Emails falsos

A batota

Mesmo se aproveitando do factor popularidade, houve aqueles que pensaram que a RTP e o portal Sapo são burros. Foram detectadas votos fraudulentos em algumas canções concorrentes. Os votos fraudulentos são fruto da criação de e-mails temporários que podem ser criados no mesmo computador, mas depressa são descobertos através do IP que cada aparelho possui. Segundo um comunicado da RTP, “estes servidores temporários permitem obter contas de e-mail sem necessidade de estar registado, permitindo a um mesmo utilizador votar sucessivamente na canção que desejar”. Como consequência disso, todos os dias, os votos que não estavam de acordo eram removidos (mas aos milhares!!) – ainda bem. Deviam ver a minha cara de espanto quando vi a Romana à frente 😐

Tal medida levou também a que os concorrentes do Festival da Canção da RTP ficassem de braços cruzados e houve mesmo quem não se deixasse levar por estas acções. O participante Miguel Cervini foi um dos que reagiu à eliminação de cerca de 4000 votos da música dele “Não Está” e cancelou a sua participação. Se agiu bem não sei mas ao menos  tomou uma atitude.

5 thoughts on “Festival da Canção 2009: O Festival de (re)lançamento da carreira e da batota

  1. Também foi com surpresa mas, sobretudo, com agrado que vi os Flor-de-Lis ganharem o Festival. Penso que foi uma vitória inteiramente justa e que vamos estar muito bem representados na Rússia. Mesmo que não obtenham boa classificação (como infelizmente quase todos os portugueses que foram à Eurovisão), temos uma música com cheirinho bem português que não envergonha ninguém. Força Flor-de-Lis!!

  2. Concordo com tudo o que foi dito cara Cândida 🙂

    A canção Flor de Lís e a do Nuno Norte foram as melhores do Festival mas na minha opinião, a de Flor de Lis ganhou com justiça (e com alguma surpresa da minha parte)

  3. O festival da cançãoé qualquer coisa que já ninguém entende.Revelar novos talentos? Levar à eurovisão a melhor canção candidata independentemente da experiência dos seus autores? Convidar autores conhecidos que pela experiência poderão sugerir à partida qualidade?Tem valido tudo e tudo se revela contraditório como quase tudo neste país e não só. Na votação on line e na telefónica não se aposta na qualidade mas na popularidade. A popularidade está, como todos sabemos, ligada ao que passa na rádio e sobretudo na tv.O que passa na tv também todos nós sabemos. Este ano não foi melhor que os anteriores.A retrospectiva a que assistimos é reveladora do decréscimo de qualidade.A canção com alguma qualidade foi quanto a mim a defendida por Nuno Norte.Um bonito poema uma música com algumas frases musicais de muita qualidade uma bela voz e uma belissima interpretação. Primou pela diferença.A canção que ganhou,não fará má figura em Moscou.Mas penso que não passará disso.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *