post

Como arrancar o Firefox mais rapidamente

Nos últimos meses passei a ser mais utilizador do Google Chrome do que o must-have Mozilla Firefox. Embora esteja ao corrente dos problemas deste browser, considero-o ainda assim mais rápido e eficiente (e mais leve de RAM) que os restantes browsers mais utilizados.

O mês passado instalei o novo Firefox, e apesar do grande anúncio da Mozilla a dizer que o Firefox 3.5 era o mais rápido de todos os browsers, qual o meu espanto quando só por abrir, perdia cerca de 10 a 15 segundos da minha vida à espera que abrisse. Ainda para mais, ainda noto o excessivo consumo de memória (neste momento estou com 4 abas abertas e está já a consumir-me 140 MB). Com o Google Chrome, e com os mesmos sites abertos e ainda mais tabs, ainda nem cheguei a metade.

Estava para desistir do Firefox quando após um tweet meu sobre o assunto, o @trmanco indicou-me um link para resolver o problema do longo tempo de espera para abrir este browser. A partir do Firefox 3, tanto os favoritos como o histórico e mais algumas coisas, passaram a ser guardados em bases de dados SQLite. Como qualquer outra base de dados, com o tempo têm tendência a ficar fragmentados ficando com espaços livres em tudo o que era sítio. O que isto causa? Problemas de performance no arranque do browser.

A melhor solução para isto é optimizar estas bases de dados. Isso poderá ser feito através do sqlite3, um script que é executado pela linha de comandos (disponível para Linux, Windows e Mac OS X).

Basta fazer download dos binários para a pasta Profiles do Mozilla.

Fecham o Firefox e pela linha de comandos acedem à dita pasta (exemplo em Windows):

cd C:/Documents and Settings/Application Data/Mozilla/Firefox/Profiles/randomname

Depois, basta executar o seguinte comando:

for %a in (*.sqlite) do (sqlite3 %a vacuum)

Abram o browser e vejam por vocês mesmos que o Firefox passou a estar ao nível do Chrome no que toca ao arranque 😀

post

Internet Explorer 8 ainda é o browser mais lento

Não compreendo a posição da Microsoft quando afirma que a versão final do Internet Explorer 8, já disponível para download, é “tão rápido ou mais rápido na maioria das vezes ” do que o Firefox ou o Chrome. Para a Microsoft, “rápido” significa o tempo que as páginas web são realmente abertas e pediram mesmo para esquecer todos os testes de JavaScript efectuados ao browser porque o mais importante não é o desempenho com JS, tão anunciado pela Apple e pelo Google com os seus navegadores baseados no WebKit, mas sima velocidade na abertura das páginas.

Para mim, um browser sem JavaScript é a mesma coisa que nada. A maioria dos sites precisam do Javascript activo para poder utilizar recursos mais avançados no browser. De que adianta abrir uma página e depois esperar que o conteúdo apareça?

Para contrariar a Microsoft, a Computer World, efectuou um teste de JavaScript à versão final do IE8 e, qual foi a surpresa ao ver que o IE8 é o mais lento de entre os cinco browsers mais populares – IE, Firefox, Chrome, Safari e Opera.

O teste SunSpider no Windows XP foi executado três vezes para cada browser. Na média, o mais rápido foi o Chrome. Em seguida vieram Firefox 3.0.7, Safari 3.2.2 e Opera 9.63 respectivamente. O Internet Explorer 8 mostrou-se quatro vezes mais lento que o Chrome. O Firefox mostrou-se 59% mais rápido que o IE8, enquanto o Safari foi 47% mais rápido. Com participação menor de 1% segundo a Net Applications, o Opera aparece com vantagem de 38% sobre o IE8. Destaca-se também que a versão final do browser é um pouco mais rápida que a Release Candidate do IE8 divulgada em Janeiro.

A posição da Microsoft é de minimizar os resultados do teste SunSpider. Segundo um estudo encomendado pela empresa, o IE mostrou-se como o mais ágil dos navegadores num teste com os 25 sites mais populares.

post

Easter Egg no Google Chrome

Que coisa tão engraçada que encontrei no Tecnhoworld. Experimentem escrever:

about:internets

No painel de navegação do Google Chrome. Vão ver um belo screensaver a aparecer com os famosos tubos.

Google Chrome Easter Egg

E não é só isso. Também há para as seguintes páginas:

  • about:memory
  • about:stats
  • about:network
  • about:internets
  • about:histograms
  • about:dns
  • about:cache
  • about:plugins
  • about:version