post

Sporting nos quartos de final da Taça UEFA

SportingFui ver, como faço habitualmente, o Sporting a jogar em Alvalade. Desta vez, o adversário chamava-se Bolton e era uma equipa perfeitamente ao alcance dos leões.

Visto trazer um empate 1-1 de Inglaterra, previa-se que o Sporting não ia puxar muito dos galões (dos poucos que tem). Liedson regressava e durante praticamente 70 minutos assistiu-se a um toma lá dá cá. Troca a bola, passa ao lado, mete para trás, avança um pouco, recua um pouco, troca a bola, passa ao lado, mete para trás… sempre neste ritmo. A frustação nas bancadas era evidente. Para além disso, ver passes fáceis serem mal passados foi uma raiva constante. Polga, Tonel e Abel eram os autores destes passes errados e perdas de bola infantis. Romanogli parecia uma estátua, não corria nada e ficava a ver.

Verdade seja dita que o Bolton fez pouco, tal como o Basileia na ronda anterior mas porra! Bastava acelerar um pouco e eles tremiam que nem baratas tontas. Vá lá que surgiu o grande momento da noite, o golo de Bruno Pereirinha. Que golão! Recebeu a bola do Moutinho, fintou um defesa inglês, olhou para a baliza e colocou-a sem hipóteses para o guarda-redes. Estava feito o 1-0. O Sporting estava na próxima ronda da Taça UEFA. Foi assim o jogo de Alvalade.

Destaco também Grimi: sacrifício que teve que fazer (levou tantas!) e ainda ficou KO quando escorregou fora de campo e bateu no chão. Vá lá que não causou problemas de maior (até ao momento deste artigo).

Ganhámos e isso é que interessa. Uma pequena curiosidade: o Sporting é a única equipa europeia que está em 4 frentes (campeonato, taça da liga, taça de portugal e taça UEFA) e a única equipa portuguesa na Europa! Pena o plantel curto…

Parabéns aos adeptos do Bolton. Foram um espectáculo de fairplay e eram uma festa dentro do estádio. Não pararam de apoiar a equipa e no final do jogo bateram-nos palmas pela vitória. Tive a oportunidade de trocar cachecóis com um pai que trouxe o filho de Inglaterra para ver a bola. Uma boa atitude.  😉

post

Sporting – Benfica (Imagens + vídeo)

Para quem me conhece sabe que sou um adepto do melhor clube do mundo, ou seja, o grande Sporting. Provavelmente não sabem que, desde da inauguração do novo estádio José Alvalade XXI, tenho ido todos os anos ver o Sporting jogar para a Liga Portuguesa. E este ano, resolvi fazer promessa e ir ver todos os jogos do Sporting em casa e possivelmente mais alguns (fui a Setúbal na Taça da Liga, fui a Belém ver o jogo com o Fátima e vou ao Algarve ver a final da Taça da Liga).

Então obviamente que não faltei ao grande clássico lisboeta. Tirei umas imagens, antes e depois do jogo, pois a meio estava concentrado a ver o jogo (claro!). Algumas imagens mostram os lampiões que, entraram na mesma porta que eu. Houve uma certa pancadaria entre agentes da autoridade e a claque do Benfica, não que eles não merecessem mas, é preciso ser ordeiro a entrar e não armar confusão.

Lamento só mostrá-las hoje, mas tive que formatar o portátil, depois instalar o Windows e o OpenSuse de novo e depois a longa (e demorosa) instalação dos programas para Windows, até que finalmente instalei o software do meu telemóvel e encontrei o respectivo cabo.

EntradaparaoestádioEntradanaportaEntradaLampiõesEntradaJogadoresLampiõestodosAdivinhem para onde está a apontarTorcidaVerdeEstádioCheioJuveleoMinutosiliencioPontapéSaídaprimeirapartePontapéSaídasegundaparteLampiõesguardados

Deixo também um vídeo onde filmei poucos segundos antes dos jogadores entrarem (para verem o estádio cheio).

Nota: desculpem o vídeo estar na vertical, foi a minha primeira filmagem com o telemóvel 😛

post

É triste

Sporting-Marítimo

Ir ao estádio tentar ver um bom espectáculo de futebol e ver o meu clube a arrastar-se em campo.

É o que sinto quando vou ver o Sporting a jogar em casa. Logo este ano que fiz promessa de ir ver todos os jogos do Sporting em casa.

Uma equipa sem alma, sem controlo de bola, sem garra e sem fazer nada para mudar. Valeu mesmo o resultado que a exibição contra o Marítimo. Ganhámos 2-1 com golos de Tonel e Liedson. Foi isso que aconteceu de mais importante nos 90 minutos.

Uma nota para os reforços: Grimi jogou muito bem, não deu hipóteses e fez assistência para o golo do Liedson (para mim já encostou o Ronny). Tiuí, jogou bem enquanto esteve em campo e mostrou pormenores bastantes interessantes. Com sorte e com tempo (que já não é pouco) jogue alguma coisa.

Já quanto ao árbitro já nem se fala, apitar por tudo e por nada em vez do deixar jogar. Menos de 10.000 espectadores em casa. É isso que dá quando a equipa não joga patavina.

E 4ª feira está aí o Basileia para a Taça UEFA (algo me diz que isto vai correr mal).