post

Euro 2008: a vitória do futebol espectáculo

Parabéns à Espanha que mereceu inteiramente conquistar o título de campeão de europa de selecções no euro 2008.

Não deram hipóteses aos alemães e, ao contrário dos portugeses, mostraram como se joga futebol e que ninguém procura ver quem tem o melhor umbigo.

Foi a vitória do futebol espectáculo em detrimento do futebol pobre que foi a Grécia aquando do Euro 2004.

Casillas

post

Van der Sar, o adeus de um guardião

Adeus de Van der Sar

É com esta imagem que Van der Sar abandona, aos 37 anos, a selecção da Holanda. O guarda-redes, despediu-se com uma derrota por 3-1 contra a Rússia nos quartos de final do Euro 2008. Fez uma boa exibição, apesar dos 3 golos sofridos (o último não merecia). Após 129 jogos, o guardião é o mais internacional de sempre do seu país e possui um currículo invejável cheio de títulos. Participou nos Euros 1996, 2000, 2004, 2008 e em dois Mundiais (1998 e 2006).

É com muita tristeza que vejo sair outro grande guarda-redes depois de outras tantas como Peter Schemeichel (eh lá, logo à primeira escrevi bem), David Seaman e Oliver Kahn, guarda-redes que fizeram história nas suas respectivas selecções.

Sendo a minha posição de guarda-redes quando jogo à bola, sei o que é também sair de uma competição e abandonar uma equipa. No meu caso, resolvi dar prioridade aos meus estudos para conseguir ter uma boa carreira como trabalhador do que passar alguns anos a jogar e depois recomeçar os estudos. Não sou um guarda-redes da categoria destes colossos que entretanto referi mas, o sentimento é o mesmo. Abandonar uma coisa que durante anos nos dava alegrias e algumas tristezas e ficar a assistir de fora custa muito. Mas, é  a lei do futebol, joga-se até o corpo permitir.

Pelo menos ainda vai ficar mais um ano a jogar no Manchester United, clube vencedor da Premier Ligue e da Liga dos Campeões. Que o aproveite bem.

post

Euro 2008: Auf wiedersehen Portugal

Podem dizer o que quiserem, os ingleses tramaram-nos com a história do “Scolari no Chelsea”. Não acredito, que isto tenha sido combinado entre o Felipão e o Chelsea. Mas que digam que Portugal fez um bom jogo contra a Alemanha duvido.

Sou da opinião que Portugal acaba sempre por ser derrotado pelo mesmo tipo de futebol. O cínico, neste caso. Itália, França, Grécia, agora Alemanha. Peguemos no exemplo da Alemanha, pois apesar dos erros do árbitro a Alemanha ganhou bem. Tiveram a inteligencia de cancelar 1 treino para ESTUDAR. A Alemanha venceu por ter método, sinceramente ontem foi uma vitória dos técnicos alemães que conseguiram treinar a concentração, estudar os pontos fracos do adversário, e quem esteve atento reparou que a Alemanha entrou no Jogo com tamanha concentração e calma que mais parecia estarem a jogar Xadrez.

Ricardo com mais um frango

Digam o que disserem a Alemanha foi superior, nao pelo seu estilo de futebol, mas pela forma como se preparou para o jogo. Que nos adianta termos dos melhores jogadores do mundo se nao temos técnico à altura. E para aqueles que muito admiram o Scolari, só posso dizer o seguinte: Ele tem elevado a Selecção Nacional não por mérito próprio mas sim pela geração de jogadores excelentes que temos.

Ricardo como é natural, surge como o culpado principal. O Paulo Ferreira também estava uma nódoa, o Bosingwa não sabe o que é cruzar para a área e o Simão esqueceu-se que é preciso jogar em equipa em competições destas. Voltando ao Ricardo,  que tantas vezes defendi o homem, por ter sido guarda-redes do meu Sporting e que falha nos momentos mais importantes:

Ricardo Frangos

E esse senhor, treinador do Chelsea, não vai aguentar 1 ano frente à equipa londrina. O gajo deu-nos alegrias, isso não há dúvidas mas sais pela porta dos fundos. Basta um jogo para passar de bestial a besta e logo após a derrota contra a Suiça viu-se.

Parabéns ao Moutinho, ao Deco e ao Pepe pelas excelentes exibições, já ao Cristiano Ronaldo, não explodiu mas também não lixou. O próximo seleccionador, a meu ver Manuel José, certamente vai sentar Ricardo no banco e teremos novamente um caso Baía.

Ou então, será José Peseiro como o agfrg tanto referiu.