post

Balanço da primeira semana de greve

Faz hoje 9 dias desde o meu último post na Tugatrónica. 9 dias desde que entrei em greve. E o que posso dizer? Continua a mesma vergonha de sempre. Vejo que sem mim o blog da Tugatrónica não avança. Desde o dia 29 de Fevereiro até hoje apenas foram publicados 6 posts, sendo que dois desses foi no mesmo dia.

Alguma coisa tem que mudar. Ai tem, tem. A desculpa é quase sempre a mesma coisa: tempo. A minha opinião? Desorganização.

Não estou a querer forçar ninguém a postar. Apenas acho que, no mínimo aceitava ouvir uma opinião sincera a dizer: “Epá, já não posto à muito tempo no TT. Devia escrever alguma coisa”.

A minha proposta continua de pé: escolher um dia da semana e ir fazer lá um post uma vez por semana. Custa tanto?

Não escrevo mais como sinal de protesto e pronto (vamos lá ver como isto acaba – a greve dos argumentistas nos Estados Unidos levou 3 meses).

Queda

post

Greve!

Greve

A minha participação na Tugatrónica sofreu uma grande volta: greve!.

É impossível que num blog, constituído por cerca de 8 elementos, não haja ninguém que se lembre (ou se digne) de escrever alguma coisa num único dia!

Quando iniciei o blog, a convite do cenourinha, a ideia era excelente. Passados ano e meio e depois do sucesso de 2007 que a Tugatrónica teve (muito graças a mim) ainda a acho excelente. O problema? Um blog dedicado a gadgets merece estar constantemente actualizado (a tecnologia não pára meus amigos). De que adianta ter um post a falar sobre o lançamento do iPhone se esta notícia já foi anunciada à muito? Esta pergunta retórica permite-me ter uma resposta simples: o blog deixou de estar actualizado. Não vamos comparar a Tugatrónica a um blog pessoal, que não o é. Num blog pessoal, o autor escreve quando lhe apetece e como lhe apetece. Num blog temático, o problema já é outro.

Já propus a célebre ideia aos restantes elementos de “escolher um dia da semana onde este tenha tempo para escrever pelo menos um artigo nessa semana”. Não vejo problemas nenhuns em dedicar dessas 168 horas pelo menos 30 minutos a escrever um artigo! Todos os dias em que na Tugatrónica não houve artigos deve-se essencialmente às seguintes razões:

– O autor principal não teve tempo de escrever;

– O autor principal esteve sem net nesse dia;

– O autor principal não teve paciência para escrever;

– O site esteve offline por problemas com o servidor;

E agora pergunto. Para que existem estes elementos? Problemas de tempo? Por amor de Deus, uns dizem isso e minutos depois apanho-os a jogar Counter-Strike ou a conversar no IRC como senão tivessem mais nada que fazer.

Quando iniciei a actividade de blogger na Tugatrónica estava sozinho. Estava entusiasmado. Pouco depois aquele entusiasmo passou a ser “uma seca”. Mais tarde, “trabalho”. Até que já estava na minha rotina e lá fui postando e postando e postando. Com o passar do tempo, foi surgindo a necessidade de arranjar um suporte alternativo caso a minha pessoa não pudesse postar. Foi o que se fez gradualmente. Lancei o convite para aqueles que se mostraram disponiveis ou interessados em participar. A equipa foi crescendo mas, eu era o único a postar. Não vou citar os ditos elementos (que eles por consciência própria sabem que são) mas vamos ver aqui umas pequenas estatísticas da Tugatrónica:

728 artigos escritos. Desses artigos, 633 são da minha autoria, o que representa cerca de 86,7% de artigos da Tugatrónica. Um deles tem 43 artigos (muitos porque lhe pedi muitas vezes pelo msn), outro tem 22 posts e mais um que tem 12 posts para além do outro com 10 artigos, o que dá 720 posts.

Estou a retirar os textos dos 3 recentes elementos que responderam afirmativamente ao meu post do recrutamento, sobre o qual ainda têm que provar a minha aposta neles e que “cedendo” aos seus pedidos eu me propus. Espero que não faltem à palavra.

Resumindo, a culpa é minha. Apostei nos cavalos errados e agora tenho que sofrer com isso. O agfrg bem que tinha razão. Deixou de escrever até que surgiu um freelancer (com artigos bastantes porreiros).

E mais não digo!