CodePlay – The Computer Scientist

Existem pessoas para tudo. Alguém resolveu criar uma música sobre a Programação Orientada a Objectos.

Get the Flash Player to see this content.

Letra:

Classes and objects, instantiation.
What is all this OO about?
Properties, methods, object creation.
How can you figure it out?
For gone are procedures,
We say “I don’t need ya”
Save them for your Pascal and C.
It’s all about objects,
It’s what the the world’s made of
So try your hand at Java or PHP.

Nobody said it was easy
To programme in a whole new way of thinking.
Nobody said it was easy
You will have to rethink the way you code –
And take it back to the start.

To save repetition, avoid duplication
You must try to increase cohesion.
Reduce your coupling –
You’ve got to avoid it
Unless you’ve got a good reason.
When things are connected –
Relate to each other
Programme so you’ll give yourself credit.
So be realistic, yet polymorphistic,
Making sure your classes inherit.

Nobody said it was easy
To programme in a whole new way of thinking.
Nobody said it was easy
You will have to rethink the way you code –
And take it back to the start.

Visto no Fórum Webtuga. (Logo faço update ao link já que o fórum está encerrado até amanhá à noite)

post

Por onde tenho andado?

Ocupado com entrevistas! Bem me avisaram que era a partir de Fevereiro que iria começar a surgir propostas de trabalho. Pelo menos é o que tenho feito nos últimos tempos. Já fui a várias entrevistas, algumas delas fora da minha área de curso (pessoal, eu não sou um gajo de Informática! Não sou programador e não estou interessado em trabalhar nessa área). As competências de programação que adquiri na faculdade são mais na base de análise de sistemas e das suas funcionalidades do que o teor técnico em si. Afinal, sei que não tenho uma cabeça nata da programação e vejo esse mundo até com bastante medo até.

Eu por exemplo, tenho dificuldade para criar uma solução (algoritmo) para resolver um determinado problema no que toca a programação de computadores. Fico a pensar bastante para resolver problemas básicos a nivel de faculdade. Enquanto isso, outras pessoas da mesma área pensam menos e conseguem resolver os problemas e desenvolver os seus algoritmos muito mais rapidamente. Qual será a razão disto? Dom? Ou conhecer bem a linguagem com que estamos a programar? Provavelmente será mais a segunda opção. Quem tem o dom nasceu com ela e tomou-lhe o gosto não tendo medo de errar e tentar de novo. No que toca a segunda situação, é possível talvez ultrapassar alguém que tenha nascido com esse dom através do estudo da linguagem. Estudar chateia é verdade, mas não estaríamos aqui com esta tecnologia fantástica só por existirem pessoas que tinham o dom de melhorar as coisas.

Fases de programador

Uma das minhas citações favoritas é: “Tudo é possível. O impossível apenas leva mais tempo.” Ora eu acredito que com muito esforço e dedicação me tornarei numa das melhores pessoas da empresa, caso esteja a trabalhar para essa empresa. Ficar encostado sem fazer nada, só prova que estamos ali interessados no dinheiro e não pela experiência que esse trabalho poderá vir a dar.

Felizmente, encontro-me em vias de ser contratado por uma empresa que deseja apostar em mim e no qual procurarei não desiludir. Embora seja uma programação ligeira, comprei 2 livros sobre o trabalho que farei para poder aprofundar ainda mais os meus conhecimentos visto que apenas possuo os conhecimentos básicos de programação. Sou adepto do livro e não da maior enciclopédia virtual do planeta. E acredito, que mais tarde ou mais cedo, ultrapassarei essa pessoa dotada. 🙂

post

Hello World! em todas as linguagens

Estava a stumblar quando encontrei este site: The Hello World Collection, onde mostra todas as maneiras de escrever as primeiras palavras que uma pessoa aprende quando começa a programar.

Eu pelo menos sei dizer em C++, Java,  php, html, SQL-Oracle, português, inglês, francês, espanhol e em alemão  😎

As que me ri completamente foram duas: Argh! (só por causa do nome) e BIT, este último sem palavras 😯

E vocês sabem em quais?

Hello World