post

Uma palhaçada

Todos os anos tenho a tradição de ir arranjar uma GameBox e ir ver todos os jogos do Sporting em casa. Estou a iniciar o meu 6º ano consecutivo esta época. Sim, ainda sou daqueles que “acredita” que vai ver um bom jogo de futebol.

Depois da (in)esperada derrota frente ao Feyenoord e do empate amargo frente ao Guimarães, o SCP teve o seu primeiro jogo oficial da época frente ao Twente da Holanda, para a 3ª eliminatória da Liga dos Campeões. Resultado final: 0-0

Imagem retirada do site Record

Imagem retirada do site Record

Foi uma autêntica palhaçada aquilo que vi no estádio hoje. João Moutinho, em conferência de imprensa depois dos jogos contra o Feyenoord e o Guimarães disse: “Já não temos margem para erro”. Curioso um jogador dizer isto logo no início da época. Curioso também o facto de ter falhado um penalty neste jogo. Será que foi uma partida cruel do destino? Ou será que foi propositadamente? – Da maneira como ele vai sempre marcar uma grande penalidade parece que sim.

Paulo Bento disse na antevisão à partida de hoje: temos apenas um mês de trabalho, não esperem por um domínio avassalador. Curiosamente, foi uma partida em que o SCP teve o domínio completo do jogo já que a equipa holandesa (não tem atributos técnicos mas é forte fisicamente e são muitos rápidos) ficou reduzida a 10 unidades a partir dos 24′.

Existem dois factores a considerar:

  1. O Benfica e o Porto começaram mais tarde os seus trabalhos para a nova época e mesmo assim, fazem grandes jogos como se a vida deles tivesse a depender disso. O Sporting vai já com um mês de trabalho e nem atinge 1/4 daquilo que os outros 2 grandes estão a jogar.
  2. Uma das grandes vantagens do SCP era o de ter uma equipa que joga já há muito tempo com o mesmo treinador. Assim, mesmo sem poder comprar jogadores como os concorrentes, teria esta vantagem teórica, que é a da permanência dos actores e da peça. No entanto, não se nota este factor. Parece que esqueceram tudo nas férias e até mesmo da experiência adquirida por três anos seguidos na LC.

É a cassete do costume, passada e repisada há quatro anos. PB disse que “faltou clarividência” após o final do jogo. Pois faltou. Quando não se treina é assim. Não há mecanismos, não há rotinas, não há jogadas estudadas. Não há aproveitamento do espaço em largura e em profundidade. Assim, Sr. Paulo Bento, é muito difícil. Eu tinha vergonha de empatar ou perder a jogar contra 10. Para mim é de uma incompetência gritante. Eu no seu lugar punha o lugar à disposição. Para alguém que está à 4 anos à frente de uma equipa, é muito mau, mas mesmo muito mau, o futebol apresentado.

Classificações dos jogadores do SCP (créditos a Greenheart – concordo plenamente com as notas)

  • Patrício – Dono e senhor da baliza verde branca. Teve 2 intervenções de recurso a salvar o nulo na nossa baliza. Por aqui estamos bem servidos. Nota 4;
  • Pedro Silva – Sem comentários…. Nota muito negativa. Tudo lhe saiu mal. Nota 0;
  • Caneira – Parece que se esqueceu como se joga nesta posição. Fraquissimo. Para sair do onze já. Mal a defender e pessimo a atacar. Nota 0;
  • Polga – Muito trabalho. Demorou a entrar em jogo e assustou quando aos 30” perdeu um lance para um adversário ficando este na cara do golo. Recuperou bem, mas ainda não chega ao nível positivo, o seu tempo de antecipação está a milhas de estar bem. Nota 2;
  • Carriço – O elemento mais consistente da defesa. Não teve medo dos gigantes holandeses. E foi o mais regular. Nota 4;
  • Veloso – O melhor do Sporting. Bem na função de trinco onde apenas lhe faltou mais velocidade. Melhor na posição de defesa esquerdo, onde esteve fantástico a atacar. Nota 5;
  • Moutinho – Falta entendimento com o seu parceiro chileno. Não conseguiu fazer tudo o que nos habituou. Ainda por cima falhou um penalty. Nota 2;
  • Vukcevic – Longe do seu melhor. Pareceu desligado da equipa. Não se mostrou suficientemente eficaz. Perdeu quase todos os lances de ataque. Nota 2;
  • Matias – que é bom de bola, não tenho duvidas, que irá fazer a diferença também não. Tem um lance brilhante aos 88′ que culminou com uma bola no ferro. acredito que de que falar. Nota 3;
  • Liedson – Muito marcado. Não conseguiu ter uma unica chance de golo. Nota 2;
  • Postiga – Ganhou um penalty e nada mais. Nota 1.

Jogaram ainda:

  • Pereirinha – No lugar de Caneira aos 56′. Veio trazer vida ao flanco direito mas não chegou. Nota 2;
  • Yannick – No lugar de Vuk aos 67′. Combinou muito bem no flanco esquerdo com o seu compadre Veloso. Esqueceu-se de ser mais incisivo nas idas para a baliza. Nota 2;
  • Rochemback – No lugar de Pedro Silva aos 76′. Entrou tarde. Oredenou melhor a equipa e tentou que esta não perdesse a cabeça. Continua é muito pesado e sem velocidade. Nota 2.
post

Newsletters do Sporting são uma comédia

Newsletter do Sporting

Não estou a pôr em causa o conteúdo das newsletters que têm um design muito porreiro e as notícias são sempre muito boas.

Ponho em causa o profissionalismo dos responsáveis pelas informações e notícias do clube quando enviam para os seus associados as newsletters apenas quando a sua equipa de futebol ganha ou quando existem aquelas derrotas na Champions que são consideradas vitórias morais.

post

Uma chamada curiosa

Filipe Soares FrancoEstava eu ontem na cama de manhã quando toca o telemóvel. No visor do meu Nokia N70 aparecia um número familiar: 300 008 000. Era este o número que via anunciado nos ecrãs do estádio Alvalade XXI quando vou assistir ao jogos do Sporting. Diziam-nos para guardar este número com o nome “Sporting” e diziam que quando este contacto telefonasse para atender de imediato chamada, coisa que não liguei visto saber que estas coisas nunca acontecem a nós.

Com o meu telemóvel a tocar e eu ainda sonolento lá atendi:

– “Estou sim?”

– “Como está? Fala Filipe Soares Franco, presidente do Sporting Clube de Portugal. Venho aqui, em nome de todo o grupo Sporting, para lhe dizer que acabei de redigir a sua carta a explicar o novo cartão de sócio SCP e que, ainda hoje a enviarei pelo correio para a sua morada. […] Se cada um de nós for capaz de angariar mais um amigo ou familiar para a Família Sportinguista, será possível duplicar o actual número de sócios e, desta forma, obter uma importante fonte de receita para o nosso clube. Saudações Leoninas.”

Obviamente que, percebi logo que se tratava de uma mensagem automática. Ainda assim achei gira a piada. Recordo-me no início da época quando recebi uma chamada de Paulo Bento a dizer que faltava eu no estádio para o jogo começar.

Não deixa de ser curioso um clube que se diz com problemas financeiros a andar com publicidades inovadoras (parceria?). Ao menos, fiquei a saber que o meu cartão de sócio, o cartão S3G vem aí. 😮